8 atitudes nocivas que fazem você parecer mais velho | Noticias

Noticias Última Hora | O Portal de Notícias do Brasil com as últimas notícias de hoje.
8 atitudes nocivas que fazem você parecer mais velho
rugas (Foto: gettyimages)

 

Ok, o envelhecer faz parte do processo natural da vida. Entretanto, a falta de alguns cuidados pode facilitar o surgimento de linhas de expressão e outros danos à pele precocemente. Segundo a médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica, Carla Bortoloto, a partir dos 30 anos, é normal que comecem a aparecer os primeiros sinais do envelhecimento, devido, sobretudo, à redução na capacidade antioxidante que o organismo passa a sofrer. “Neste momento, a produção de colágeno e elastina, proteínas responsáveis pela sustentação da pele, passa a diminuir, resultado no surgimento de rugas e flacidez”, afirma.
Mas, além do processo natural do organismo, a especialista salienta que fatores externos, como tabagismo, alimentação inadequada e exposição exagerada ao sol, podem atuar negativamente sobre a pele, tornando esse envelhecimento mais rápido e evidente. “É preciso combater os inimigos da saúde da pele, e investir em cuidados para que ela possa se manter sempre jovem, firme e luminosa”, comenta.
A seguir, a Dra. Carla Bortoloto indica 8 atitudes que envelhecem a pele:

ESTRESSE
O estresse pode elevar o nível do hormônio cortisol, provocando a oxidação das células e, consequentemente, o aumento dos radicais livres. Além disso, diminui as defesas do organismo, tornando a pele mais suscetível a infecções e doenças, como alergias, erupções cutâneas e até psoríase.

TABAGISMO E CONSUMO EXCESSIVO DE ÁLCOOL
O simples movimento do ato de fumar já facilita a formação de rugas em torno dos lábios e dos olhos (que tendem a ficar semicerrados para não receber a fumaça). Além disso, a nicotina presente nos cigarros torna a pele amarelada, opaca e sem viço. O cigarro reduz, ainda, a oxigenação da pele, prejudicando o metabolismo e acelerando a perda de colágeno. 
Já o álcool promove a desidratação do organismo como um todo e permite a atuação dos radicais livres. Com o tempo – e o excesso de bebida – a pele vai ganhando uma textura ressecada, descamativa e com linhas de expressão bem evidenciadas. 

SEDENTARISMO
Sair do sedentarismo e praticar atividades físicas regularmente, além de ajudar a combater o estresse, melhora a circulação sanguínea da pele, melhorando o processo metabólico e evitando o envelhecimento celular. Reduz, ainda, a celulite, a flacidez e a gordura localizada.

+ Descubra quais alimentos deixam sua pele mais jovem ou mais velha

+ Aprenda a cuidar da pele em cada fase da vida (dos 15 aos 60 anos)

+ 6 hábitos que você repete e podem piorar a queda de cabelo


PRIVAÇÃO DO SONO
É durante o sono que nos recuperamos. Com as células isso não é diferente. Passar noites dormindo pouco (ou sem dormir) prejudica esse processo reparador, levando não só ao surgimento de olheiras, mas também aumentando as chances de a pele apresentar, precocemente, sinais da idade, como falta de viço, rugas, flacidez e uma recuperação mais lenta dos efeitos do sol. Isso porque dormir bem é fundamental para a produção de hormônios, como a melatonina e o GH (hormônio do crescimento), que ajudarão na regeneração celular e na defesa contra os radicais livres.

DISPENSAR O HIDRATANTE E O PROTETOR SOLAR
Negligenciar de cuidados básicos, como o uso diário de hidratante e protetor solar, também favorece o envelhecimento precoce. Basta lembrar que a exposição solar sem proteção responde por certa de 80% do envelhecimento da pele, favorecendo o surgimento de manchas, ressecamento, flacidez, rugas e, em alguns casos, câncer de pele. Para proteger a pele, o recomendado é utilizar diariamente protetor solar com FPS 30, no mínimo.
Um rosto bem hidratado, por sua vez, mantém o viço e a elasticidade da pele, evitando o surgimento de rugas, o ressecamento e a descamação.

CONSUMO EXCESSIVO DE AÇÚCAR
Em excesso, o açúcar promove o envelhecimento celular. No chamado processo de “glicação”, o açúcar se liga às proteínas da pele, tornando-as mais rígidas, com menos elasticidade. Resultado: uma pele flácida e com rugas. Além disso, esse abuso prejudica a circulação sanguínea e a oxigenação da pele, levando, com o tempo, ao enfraquecimento muscular.

ALIMENTAÇÃO DESEQUILIBRADA
Os alimentos industrializados e processados favorecem a atuação dos radicais livres, fazendo com que a pele perca sua luminosidade, hidratação natural e elasticidade. Por isso, o ideal é procurar manter uma alimentação equilibrada, evitando o excesso de gorduras e sódio, e incluindo mais frutas, verduras, legumes e cereais, que atuarão como antioxidantes, anti-inflamatórios e antiglicantes, protegendo o organismo e mantendo a saúde da pele.

NÃO BEBER ÁGUA
Além de manter a pele hidratada, viçosa e firme, beber água auxilia na eliminação de toxinas capazes de prejudicar a saúde de todo o organismo. Para impedir esses danos, o ideal é ingerir, ao menos, dois litros de por dia.


[related_post themes="flat" id="721"]