“Hoje em dia o galã da novela não precisa mais ser perfeito”, diz Marcos Pasquim | Noticias

Noticias Última Hora | O Portal de Notícias do Brasil com as últimas notícias de hoje.
“Hoje em dia o galã da novela não precisa mais ser perfeito”, diz Marcos Pasquim
Marcos Pasquim (Foto: Pino Gomes)

 

"O galã de hoje em dia tem mais defeitos." Tal frase saiu da boca de Marcos Pasquim, um cara visto como eterno galã de novelas. Kubanacan, Uga Uga e O Quinto Dos Infernos foram apenas algumas dramaturgias globais em que o ator participou e encantou as mulheres brasileiras mas, pelo visto, o papel do mocinho mudou. 

+ Chay Suede, Fabricio Boliveira e Emilio Dantas ensinam como ser um galã em qualquer circunstância
+ Rafael Losso acredita em nova safra de galãs: “Os padrões se adequam”

Capas da GQ Brasil de setembro, Emilio Dantas e Chay Suedes não se consideram galanteadores, mas para o 'pai de todos os galãs' Pasquim, o papel ainda é importante na trama, apesar de atualizado. "Galã é essencial para um história de amor", disse. "Hoje em dia o galã da novela não precisa mais ser perfeito", completou. Leia a conversa completa abaixo:

GQ: Você foi (e creio que ainda seja!) a paixão de muitas mulheres brasileiras. Você crê que existe um poder de sedução dentro de você?

Marcos Pasquim: Então, não sei. Acho que é mais pelo meu jeito, o modo de tratar as mulheres. Elas sempre elogiam meu jeito. Acho que se tiver um poder é esse. Dizem que eu tenho charme (risos).

GQ: Você acredita em galã? E, pra você, o que o define?

Marcos Pasquim: Galã é essencial para um história de amor. Óbvio que eu acredito no galã. Ele dá credibilidade e sonho para as pessoas. A mulher, normalmente, vê o galã como o garoto dos sonhos, elegante, bonito, charmoso. Ele faz parte do imaginário delas.

GQ: O papel do galã mudou hoje em dia na novela? Ele criou mais responsabilidade social?

Marcos Pasquim: Hoje em dia o galã da novela não precisa mais ser perfeito. Antigamente o ele era mais perfeitinho, correto. O galã de hoje em dia tem mais defeitos, é mais real em todos os aspectos. A responsabilidade social dele é exatamente essa: dar o sonho para mulher, fazer com que elas busquem o melhor pra elas.

Pra finalizar, vamos falar sobre “O Tempo não para”. Quais as maiores dificuldades de interpretar o biólogo marinho Marino que tem contato com pessoas de outro século?

Foram duas semanas de preparação. Logo no primeiro dia, eu quebrei o dedão do pé. Então minha maior dificuldade foi ver as pessoas se preparando e eu de molho em casa. Uma das coisas que acho muito interessante na novela são as comparações que eles fazem entre as épocas. Algumas coisas nunca mudam né? Por exemplo o governo não mudou, a forma de governar também não. Mas os valores, ética, educação, muita coisa mudou. Algumas pra melhor, outras pra pior.


[related_post themes="flat" id="523"]