Marca britânica Orlebar Brown agora pertence à Chanel | Noticias

Noticias Última Hora | O Portal de Notícias do Brasil com as últimas notícias de hoje.
Marca britânica Orlebar Brown agora pertence à Chanel
Orlebar Brown  (Foto: Reprodução/Instagram @orlebarbrown)

 

Caso você ainda não tenha percebido, o universo da moda está em um verdadeiro fluxo. Michael Kors, ainda nesta semana, comprou a gigante Versace por 2,1 bilhões e, agora, acaba de ser anunciada a compra da marca britânica de ready-to-wear Orlebar Brown pela Chanel. Os termos da aquisição ainda não foram anunciados.

Antes focada em shorts de banho, a Orlebar Brown, fundada por Adam Brown e Julia Simpson-Orlebar (que não participa mais da sociedade desde 2008), começou através de um insight que Brown teve durante um verão com amigos. Reparando em como suas amigas estavam incrivelmente arrumadas e os caras, inclusive ele próprio, totalmente desleixados, usando qualquer short de tecido ruim com estampas medonhas, ele decidiu que algo precisava ser feito.

A intenção era criar calções de alta qualidade e customizados que serviriam tanto para um banho refrescante de piscina quanto para almoçar numa cidade tropical. E deu certo.  Desenhados por Brown em três comprimentos, os shorts são feitos de poliamida e, no lugar de cordões ou elásticos, possuem um cinto ajustado por fixadores de metal. Assim, redefiniram a categoria. A marca ganhou uma pequena fama quando Daniel Craig usou um par de seus shorts azuis em seu papel como James Bond no filme "007 - Operação Skyfall", em 2012. Depois disso conquistou o coração de outras celebridades como Leonardo DiCaprio e Michael Fassbender.

Orlebar Brown  (Foto: Reprodução/Instagram @orlebarbrown)

 

 

O momento para a Chanel foi oportuno. Em 2010 a OB expandiu sua linha para uma gama completa de produtos resort, incluindo camisetas, camisas polo, peças de tricô e acessórios, deixando a moda praia corresponder apenas uma parte mediana do business. Outro ponto é o fato da marca já não ser apenas digital. Atualmente opera com 24 lojas de varejo direto e tem mais de 250 estoquistas no atacado, tornando o negócio somente 40% virtual.

Com essa ação, a Orlebar Brown pretende expandir seu mercado nos Estados Unidos, Ásia e Europa. "Na Chanel, encontramos o lar perfeito para a marca continuar a prosperar e crescer", disse Brown ao site Business of Fashion. E isso conversa com a fase de ampliação da Chanel que, no início do ano, comprou a empresa espanhola de artigos de couro Colomer, assumiu uma participação minoritária na luxuosa relojoaria suíça Montres Journe, abrirá uma holding na capital inglesa e irá expandir, mesmo que devagar, suas atividades digitais inaugurando o primeiro e-commerce sem ser de produtos de beleza (inclusive masculinos). Espere por óculos da label chegando diretamente em sua casa, desde que more no Reino Unido.

+ Chanel lança primeiro relógio masculino na Baselworld 2016
+ Essa marca quer te vestir como um autêntico carioca

Orlebar Brown  (Foto: Reprodução/Instagram @orlebarbrown)

 


[related_post themes="flat" id="467"]