A direita não acredita nos números do Coronavírus


COMPARTILHE

A direita não acredita nos números do Coronavírus – A cada vez que os números do coronavírus nos Estados Unidos são divulgados, e em um momento em que o país começa a reabrir sua economia, alguns grupos de direita americana passaram a duvidar do número oficial de mortos, o que também acontece no Brasil.

A Fadiga de quarentena não permite uma quarentena muito longa. As pessoas querem sair de causa e não importa o que aconteça com elas.

Aqui o que se vê, são vídeos e depoimentos de pessoas que perderam familiares para outras doenças, mas foram atestados com Coronavírus. Nos Estados Unidos não sabemos ao certo o por que destas dúvidas, só sabemos que eles querem voltar ao trabalho.

Protestos parecidos em Los Angeles e Brasília contra medidas de quarentena: pesquisa aponta que 40% dos eleitores republicanos acreditam que o total de vítimas seja menor que o divulgado oficialmente, e no Brasil cerca de 30%.

O maior epicentro da pandemia mundial, os Estados Unidos já registram mais de 1,6 milhão de casos e mais de 99 mil mortes por coronavírus, a doença vinda da China. No Brasil, este número deve ser alcançado até o final do ano.

Alguns grupos de direita, porém, têm propagado a ideia de que os números estejam camuflado, e para mais, com a inclusão de qualquer pessoa que tenha morrido por coromavírus, mesmo que a causa da morte não tenha sido a doença. Igualmente acontece no Brasil, mas aqui é real. Vimos até um vídeo com o Apresentador Rodrigo Bocardi especulando a situação.

Doentes com sintomas de Covid-19, mortos por qualquer causa, natural ou acidente, estariam sendo incluídos nos números, ou seja, qual seria o número de mortos reais, no total, com e sem o coronavírus?

Especialistas da saúde são contra esta teoria, e ressaltam que as estatísticas não refletem a magnitude da pandemia e que o número real de mortos pode ser maior, já que muitos morrem em casa, sem nunca terem sido diagnosticados nem incluídos nos dados oficiais. A verdade é que aqui está uma tremenda bagunça.

No Brasil, mais de 20 mil pessoas morreram de Covid-19, desde seu início, e o que se pergunta é: Quantas pessoas morrem todos os anos de todas as doenças e mais a violência, acidentes, causas naturais, etc.

Por exemplo: se em 2019, de janeiro a maio, morreram 90 mil pessoas, contando as mortes naturais, acidentes de trânsito, doenças, etc… Quantas pessoas teriam falecido neste mesmo período no Brasil, contando com coronavírus?

Pense bem nisso se você é de esquerda ou direita e chegue em suas conclusões.

Vale lembrar que:

Dentro de alguns meses ou anos, milhões de pessoas vão morrer de fome com a economia em queda geral, e isso é o que todo socialista quer.

Direita não acredita em números

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp