Manifestação violenta de domingo era contra Bolsonaro


COMPARTILHE

Manifestação violenta de domingo era contra Bolsonaro e pró-democracia. Mas com atuação fora do comum. Mascarados e com marcha de expulsão, eles cruzaram a avenida tentando tirar todos do caminho. (democracia?)

Vale lembrar que não era a favor do Bolsonaro, não se deixe enganar pelas mídias de TV. Eram grupos extremistas que nem sabiam ao certo pelo que estavam lutando.

Uma manifestação organizada pelo Facebook no domingo por grupos ligados a torcidas organizadas de futebol reuniu corintianos, palmeirenses, santistas e são-paulinos na Avenida Paulista.

Vestidos de preto, eles entoaram coro pela democracia e contra Bolsonaro, fazendo contraponto a um grupo menor de apoiadores do presidente presente na avenida.

Houve confronto entre manifestantes e manifestantes a favor do presidente, e a Polícia Militar dispersou o grupo de torcedores com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Não acham estranho justo agora com as manifestações violentas dos Estados Unidos aparecerem estes indivíduos nas ruas?

Um ato contra o governo Jair Bolsonaro, autointitulado pró-democracia e antifascista e organizado por grupos ligados a torcidas de futebol na Avenida Paulista, terminou ontem em confronto entre manifestantes e apoiadores do presidente e também com a Polícia Militar – que interveio e usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o início de uma briga em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp).

A confusão, que durou ao menos uma hora, tomou conta da avenida e deixou um rastro de destruição: vidros quebrados, caçambas de lixo e entulho revirados e fogo ateado em objetos no meio da via. Seis pessoas foram detidas, segundo a PM. Estão começando a agir os Black blocs?

Black bloc – No início da tarde, os participantes do ato convocado pelos coletivos se reuniram no Masp (mascarados e violentos) eles ocuparam boa parte da faixa em frente ao museu. Os manifestantes gritavam “democracia”, vestiam preto e usavam máscaras em razão da pandemia do novo coronavírus. A marcha teve início por volta de 12h.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp