Weintraub já está nos Estados Unidos


COMPARTILHE

Weintraub já está nos Estados Unidos – #Bolsonaro tenta proteger #Weintraub – Com 14 meses de #governo, a queda do #ministro da educação já era amplamente esperada após a polêmica surgida da vídeo da reunião ministerial realizada no dia 22 de abril. No vídeo, Weintraub defendeu a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF): “eu, por mim, colocava esses vagabundos todos na cadeia. Começando pelo STF”, afirmou. Isso gerou uma perseguição da classe e a única saída seria Asilo Político.

A cadeira representada pelo Brasil na diretoria-executiva do Branco Mundial, cargo para qual foi indicado e deve ocupar em breve, é integrada por Colômbia, Equador, Trinidad e Tobago, Filipinas, Suriname, Haiti, República Dominicana e Panamá.

Weintraub se manifestou no #Twitter

Weintraub 

Tentar salvar Weintraub era o mínimo que a direita poderia esperar do Presidente, uma vez que não existe mais liberdade de expressão, principalmente contra o STJ.

E é o mínimo que muitos empresários deveriam fazer… Abandonar o Brasil e morar fora do país. Principalmente os ditos, pegos no inquérito das #Fakenews.

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse hoje que deixará o Brasil “o mais rápido possível, em poucos dias”, e que, por isso, não quer “brigar” com ninguém. No entanto, alertou que não o provoquem.

Ele se despediu da pasta em um vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e assumirá um cargo de diretor do Banco Mundial em Washington (Estados Unidos), com um salário de aproximadamente R$ 115 mil por mês.


Deixe uma resposta

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp