Gestão Google ADS: Saiba o que é, como usar corretamente e como o Google ADS Funciona

COMPARTILHE

Gestão Google Ads O que é a Gestão Google ADS? Quem nunca ouviu falar ou já usou o Google? Difícil, nos dias de hoje, imaginar este tipo de indivíduo. Mas você sabia que o Google possui uma plataforma exclusiva para anúncios e que, inclusive, é a principal fonte de receita do Google? Claro que estamos…

O conteúdo Gestão Google ADS: Saiba o que é, como usar corretamente e como o Google ADS Funciona aparece primeiro em Conteúdo Profissional, Otimização de Site, Gestão Google ADS.


Gestão Google Ads

O que é a Gestão Google ADS? Quem nunca ouviu falar ou já usou o Google? Difícil, nos dias de hoje, imaginar este tipo de indivíduo. Mas você sabia que o Google possui uma plataforma exclusiva para anúncios e que, inclusive, é a principal fonte de receita do Google? Claro que estamos falando do Google Ads, antigo Google Adwords.

A Gestão Google ADS é a melhor maneira de sua empresa lucrar com as buscas do Google, pois feita de maneira profissional e voltada ao desempenho e retorno de investimento, pode ser sua melhor arma a favor das vendas ao lado da otimização de site e do conteúdo profissional que acabam melhorando a performance dos anúncios pagos.

Quando falamos em marketing digital e principalmente em mídias pagas, não dá para não lembrar, considerar e utilizar o Google Ads. Sua versatilidade, alcance e efetividade são mesmo incomparáveis, além de ter uma característica self-service, ou seja, o próprio usuário pode anunciar e extrair ótimos resultados com seus anúncios.

Além disso, conta com uma versão muito intuitiva, bastando um mínimo de experiência para já poder utilizá-lo com quase sua total potencialidade.

Mas o que é o Google Ads e Como ele Funciona?

Podemos resumir o Google Ads como sendo uma poderosa ferramenta voltada à publicidade on-line onde se é possível exibir inúmeros anúncios em forma de links. Estes links, no caso, são em sua maioria patrocinados e surgem como resultado de buscas feitas pelo internauta no próprio Google.

Só que para o marketing digital e para o próprio usuário do Google Ads, ele é muito mais do que isto. Seu funcionamento, em tese, é relativamente fácil de se entender. A primeira coisa a ser feita é criar-se uma conta no Google Ads e apontar as opções de faturamento pretendidas.

A plataforma disponibiliza pagamentos via cartão de crédito ou boleto. Como estamos falando de mídias pagas em sua maioria, o usuário deverá indicar qual será sua opção de pagamento.

Já cadastro no Google Ads, a próxima etapa será definir o tipo de campanha que você utilizará para o seu produto ou serviço:

  • Rede de Pesquisa Google Ads
  • Rede de Display Google Ads
  • Anúncio no YouTube
  • Google Shopping
  • Campanhas anúncios para app’s
  • Remarketing

A Rede de Pesquisa Google Ads é uma das mais importantes. Anúncios considerados bons em uma Rede de Pesquisa Google Ads são capazes de atrair muito mais visitas considerando um menor custo por clique, o que indicará se um negócio é mais viável em detrimento a outro.

Exatamente por este motivo, é preciso entender bem a importância dessa etapa e imprescindível construí-la corretamente e com qualidade, visando garantir a obtenção dos melhores resultados possíveis.

Como Funciona Cada um dos Anúncios no Google Ads?

Na verdade, eles são apenas 5 tipos, pois o Remarketing tem outro propósito que elucidaremos mais adiante. Confira:

1.   Anúncios na Rede de Pesquisa

Como já dissemos logo acima, é o principal tipo de anúncio no Google Ads e também um dos mais populares. Com efeito, eles são compostos exclusivamente por textos e sua exibição geralmente ganha destaque, aparecendo logo no topo da página ou no rodapé, após uma pesquisa feita pelo internauta.

E qual diferença frente aos resultados orgânicos? São praticamente iguais onde a principal diferenciação é a palavra “anúncio” exibida junto à publicidade. É desta forma que se evidencia que se trata de um resultado pago, não orgânico, e outra diferença é que, na maioria das vezes, estará sempre em destaque.

Este tipo de anúncio é indicado para quem objetiva gerar vendas diretas ou mesmo leads mais qualificados.

2.   Anúncios na Rede de Display Google Ads

O que diferencia este tipo de anúncio é o fato de que ele possui um formato específico de banner, que pode ser animado ou não. Outro ponto de diferenciação é que este anúncio não aparece nas pesquisas Google e sim nos sites que são parceiros do Google.

A maioria deles são portais de notícia, blogs, sites informativos, entre outros. Estes sites parceiros, em geral, possuem grande relevância na web, com relação à marca, produto ou serviço oferecido, e nem poderia ser diferente, afinal, a intenção é de divulgação e venda.

A segmentação é feita no próprio Google Ads, frente uma configuração pertinente que é realizada pelo próprio usuário. Este tipo de anúncio tem também grande alcance na internet.

3.   Anúncios no YouTube

Ele muito se parece com a rede de display, no que diz respeito à sua aparição para o seu público alvo. Quem nunca se deparou com um anúncio ou outro quando estava simplesmente assistindo um vídeo qualquer no YouTube? Este anúncio é originado a partir do Google Ads.

Obviamente, também permite segmentação em geral por idade, gênero, local, interesse e também usa o remarketing. É seu produto ou serviço aparecendo em diversos vídeos na plataforma YouTube, não necessariamente vídeos que tratem do mesmo assunto ou gênero do que você está comercializando.

Tanto os anúncios na Rede de Display como no YouTube são mais indicados para o fortalecimento da marca e também para o remarketing.

4.   Anúncios para os App’s

Este tipo de anúncio é bem específico e são destinados para a geração de downloads de aplicativos mobile. Seus anúncios aparecerão para bilhões de pessoas, considerando toda a rede Google (rede de pesquisa, Google Play, YouTube, etc.).

É mais indicado para quem tem um negócio que possui aplicativos para downloads.

5.   Anúncios no Google Shopping

Sempre quando você realiza uma pesquisa de um produto ou serviço no Google, quando os resultados aparecem lhe são apresentados vários links. No entanto, na parte superior da página, podem aparecer alguns anúncios, que mais lembram uma vitrine, exibindo imagens e preços referenciados ao item pesquisado.

Estes anúncios fazem parte do Google Shopping. O Google Shopping é mais voltado para e-commerces e consegue aumentar significativamente o tráfego para no seu site.

O que é o Remarketing no Google Ads?

Podemos considerar o remarketing como uma das estratégias mais fundamentadas e poderosas na internet. Alguns consumidores até se irritam, por vezes, com ele. O remarketing segue você por onde você for, sempre que buscou na web algum produto ou serviço.

Apesar de ter certa complexidade em sua configuração, seus resultados são bem representativos. Basta imaginar que um consumidor tenha visto um produto “X” em sua página ou mesmo de um concorrente seu e não efetivou a compra.

Com o remarketing, este produto “X” vai continuar, por um determinado tempo, a ser exibido para este consumidor em suas redes sociais e outros sites que visite. Desta forma, a possibilidade deste mesmo consumidor vir a comprar o produto “X” é bem maior, frente à própria insistência.

É fundamental também, mesmo com Campanhas Google Ads poderosas, que você tenha uma preocupação especial com o conteúdo exibido por seu site ou blog. Além disso, seu site precisa estar devidamente otimizado, para garantir uma eficaz visibilidade e destaque nos meios online.

Max Blanc

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O conteúdo Gestão Google ADS: Saiba o que é, como usar corretamente e como o Google ADS Funciona aparece primeiro em Conteúdo Profissional, Otimização de Site, Gestão Google ADS.


Cresta Help Chat
Send via WhatsApp