Cesta básica fica mais cara em todas as capitais ao longo de 2020, aponta Dieese

1 min read
Salvador foi a capital com maior alta nos preços dos alimentos básicos. Comprometimento médio do salário mínimo com os alimentos básicos no país foi o maior em 12 anos. Carne bovina está entre os itens que tiveram as maiores altas de preços ao lo...


Salvador foi a capital com maior alta nos preços dos alimentos básicos. Comprometimento médio do salário mínimo com os alimentos básicos no país foi o maior em 12 anos. Carne bovina está entre os itens que tiveram as maiores altas de preços ao longo de 2020
Reprodução/TV TEM
Um levantamento divulgado nesta segunda-feira (11) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que o preço médio da cesta básica aumentou em todas as 17 capitais pesquisadas ao longo de 2020.
A cesta básica é o conjunto de alimentos necessários para as refeições de uma pessoa adulta. Segundo o Dieese, em 2020, a maior parte dos produtos que fazem parte dela apresentou elevação de preços em todo o país. O maior aumento foi observado em Salvador, enquanto o menor, em Curitiba.
Todas as 17 capitais pesquisadas pelo Dieese registraram aumento no preço da cesta básica em 2020
Economia/G1
A alta dos preços, segundo o órgão, foi reflexo, principalmente, da desvalorização cambial e do alto volume das exportações. Além disso, fatores climáticos, em decorrência de longos períodos de estiagem ou de chuvas intensas, também impactaram nos preços dos alimentos.
Assista às últimas notícias de Economia:

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp