Inflação da terceira idade acumula alta de 5,69% em 2020 e fica acima do índice geral


Na passagem do terceiro trimestre para o quarto trimestre de 2020, a taxa passou de 1,93% para 2,81%, puxada por legumes e hortaliças e conta de luz. Terceira idade
Reprodução/PortalIBre
O índice que mede a inflação para o consumidor da terceira idade, com mais de 60 anos de idade, registrou no quarto trimestre de 2020 alta de 2,81%, passando a acumular avanço de 5,69% nos 12 meses do ano passado.
Com este resultado, a variação do Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) ficou acima da taxa do Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-Br), índice geral da população, que nos 12 meses de 2020 ficou em 5,17%.
O que pesou no último trimestre
Na passagem do terceiro trimestre para o quarto trimestre de 2020, a taxa do IPC-3i registrou acréscimo de 0,89 ponto percentual, passando de 1,93% para 2,81%.
Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação, cuja taxa passou de 2,74% para 5,91%, puxado por hortaliças e legumes, que variou 15,79% no quarto trimestre, ante -17,05%, no anterior.
Contribuíram também para o acréscimo os grupos: Habitação (1,72% para 3,40%), Vestuário (-0,73% para 0,54%) e Educação, Leitura e Recreação (4,65% para 5,40%). Nestas classes de despesa, destaque para os itens: tarifa de eletricidade residencial (3,91% para 11,68%), roupas (-1% para 0,54%) e cursos formais (-2,04% para 1,76%).
Em contrapartida, os grupos Transportes (2,89% para 2,23%), Comunicação (0,92% para 0,42%), Despesas Diversas (0,86% para 0,45%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,44% para 0,39%) apresentaram recuo em suas taxas de variação.
Nestas classes de despesa, destaque para gasolina (8,64% para 3,40%), combo de telefonia, internet e TV por assinatura (1,68% para 0,32%), serviços bancários (1,04% para 0,30%) e medicamentos em geral (1,37% para 0,46%).
Como é calculado o índice
A principal diferença entre o IPC-3i e o IBC-Br está na ponderação da cesta de produtos e serviços para chegar ao indicador final, com maior peso de despesas com saúde e habitação, por exemplo.
O IPC-3i é calculado a partir da estrutura orçamentária de famílias compostas por, pelo menos, 50% de indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos de idade, cuja renda esteja no intervalo de 1 a 33 salários mínimos mensais. O limite de 60 anos foi definido com base no Estatuto do Idoso.
Assista a mais notícias de Economia:

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp