Preços do petróleo fecham díspares após altas registradas na semana passada

1 min read
Mercado está prudente depois dos aumentos que levaram o cru a níveis anteriores à pandemia na primeira semana útil do ano. Campo de petróleo da chinesa CNPC, em Bayingol. Reuters Os preços do petróleo fecharam díspares nesta segunda-feira (11), e...


Mercado está prudente depois dos aumentos que levaram o cru a níveis anteriores à pandemia na primeira semana útil do ano. Campo de petróleo da chinesa CNPC, em Bayingol.
Reuters
Os preços do petróleo fecharam díspares nesta segunda-feira (11), em um mercado prudente depois das altas que levaram o cru a níveis anteriores à pandemia na semana passada, apesar de uma demanda limitada pelos confinamentos.
O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em março recuou 0,59% em Londres, e fechou a US$ 55,66.
O barril de WTI para entrega em fevereiro valorizou-se 0,01% em Nova York, fechando a US$ 52,25.
O petróleo se recuperou em novembro e dezembro em um mercado que espera uma retomada do consumo mundial e também pelos cortes da produção da Opep e seus aliados reunidos na Opep+.
“Nossas análises farmacêuticas estimam que a produção mundial de vacinas contra a Covid-19 deveria alcançar as 750 milhões de doses mensais em março. Pensamos, por fim, que as restrições de deslocamento serão suspensas no segundo semestre, o que incentivará a demanda de petróleo”, destacaram os analistas da Morgan Stanley.
“As preocupações com a demanda voltam porque o número de infecções pelo novo coronavírus continua alto e alguns confinamentos poderiam se restabelecer ou se prolongar”, comentou Eugen Weinberg, do Commerzbank.
Vídeos: Últimas notícias de Economia
C

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp